fbpx

A saúde emocional das crianças

A Saúde emocional das crianças nos dias atuais

 

A saúde emocional das crianças pode estar em risco. Ao comparar o tipo de infância que se tem hoje ao estilo que tiveram as gerações passadas, é possível notar uma grande diferença. Por exemplo: as brincadeiras, a aquisição de conhecimento e os meios de relacionamento. As crianças brincavam na rua e, hoje, amam passar horas em jogos virtuais, no trabalho da escola pesquisavam o tema em almanaques e livros e para o contato com pessoas distantes enviavam cartas e cartões postais no lugar de mensagens e postagens nas redes sociais.

 

Não é que toda essa mudança seja ruim, pelo contrário, ela ajuda bastante em vários sentidos, entretanto talvez a facilidade com que se tem acesso instantâneo a tudo isso, alguns comportamentos estão sobrecarregados de tecnologia. Tantos excessos que a essência da infância feliz, aquela que é cheia de energia, afeto e criatividade, poderá ser substituída pelo sedentarismo, pela falta de amor ao próximo e pela ansiedade.

 

As crianças de hoje estão sendo super estimuladas e expostas a uma vida cheia de informações. Em consequência, na maioria das vezes, estão sendo privadas dos elementos básicos e saudáveis de uma infância feliz:

  • Pais emocionalmente disponíveis;
  • Limites claramente definidos;
  • Responsabilidades;
  • Alimentação equilibrada;
  • Sono adequado;
  • Movimento em geral, especialmente ao ar livre;
  • Jogos criativos;
  • Interação social;
  • Oportunidade de jogos não estruturados;
  • Espaço, até, para que elas tenham períodos desocupados;

 

Fato é que a criação dessa nova geração está sendo preenchida com pais digitalmente distraídos, sono inadequado, estilo de vida sedentário, estimulação sem fim e gratificação instantânea. Infelizmente, um cenário de pais permissivos que deixam as crianças governarem a casa (ou o “mundo”) sem que se estabeleça as regras. Ou seja, fatores que ameaçam a saúde emocional das crianças.

 

Brincar ao ar livre

 

O que fazer?

 

Se há o desejo de que as crianças sejam felizes e emocionalmente saudáveis, é importante voltar ao básico:

 

  • Defina limites e lembre-se que você é o comandante do lar. Acredite, seus filhos se sentirão seguros sabendo que você está no controle;
  • Ofereça às crianças um estilo de vida equilibrado, cheio do que elas precisam e não apenas do que elas querem;
  • Não tenha medo de dizer “não”, se o que eles querem não é o que eles precisam;
  • Forneça alimentos naturalmente nutritivos e diminua as comidas industrializadas;
  • Passe um tempo ao ar livre e faça atividades como: caminhada, futebol ou um passeio de bicicleta.
  • Desfrute de um jantar familiar sem celulares, tablet ou qualquer outra tecnologia que venha distraí-los;
  • Junte a família e divirta-se com jogos de tabuleiros ou, se a idade ainda não permitir, deixe a criança guiar esse momento pelos seus interesses e permita que ela escolha o jogo;
  • Envolva seus filhos em alguns trabalhos de casa ou tarefas que esteja de acordo com a sua idade, como dobrar a roupa, arrumar os brinquedos ou colocar a mesa;
  • Implemente uma rotina de sono consistente para garantir que seu filho durma o suficiente. O respeito aos horários será ainda mais importante para a criança em idade escolar. Inclusive, desligue os telefones à noite quando todos estiverem indo para a cama, isso evitará a distração digital;
  • Ensine sobre a responsabilidade e a independência. Não os proteja excessivamente contra qualquer frustração ou erro, pois errar os ajudará a aprender a superar os desafios da vida;
  • Ensine-os a esperar e a ter paciência quando a gratificação não acontecer logo em seguida;
  • Forneça oportunidades para períodos sem nenhuma ocupação, uma vez que nesses momentos livres, a criatividade poderá ser despertada. Não se sinta responsável por sempre manter as crianças entretidas. Não use a tecnologia como a única ferramenta de entretenimento e nem se sinta obrigado a oferecer um jogo ou vídeo online no primeiro segundo de inatividade do seu filho;
  • Evite usar a tecnologia durante as refeições, em carros, restaurantes e shopping. Use esses momentos como oportunidade para socializar.
  • Esteja emocionalmente disponível para se relacionar com as crianças e ensinar-lhes habilidades socioemocionais;
  • Torne-se um regulador ou um treinador emocional dos seus filhos e ajude-os a gerenciar as suas próprias frustrações e raivas;
  • Ensine a gentileza, a se revezar, a compartilhar sem se esgotar de nada, a agradecer, a reconhecer o erro e a pedir desculpa;
  • Seja modelo de todos esses valores. Sorria, abrace, beije, leia, dance, pule, brinque. Seja sua melhor versão.
  • Elimine as situações que te ocupam, mas não te acrescenta. Priorize o essencial para ser feliz e proporcionar uma infância feliz aos seus filhos;

 

Criança feliz

 

Seja o maior exemplo que seus filhos possam ter na vida. Esse será o seu maior legado. A vida passa depressa e esses momentos, juntos, nunca mais voltarão. Aproveite e curta cada experiência. Cultive alegria, afeto e cuidado. Assim, a saúde emocional das crianças será protegida de qualquer sentimento indesejado.

 

Importante: Seja forte! Muitas vezes não será tão fácil, mas com certeza será muito gratificante e recompensador. Dê valor ao maior bem que está sob a sua responsabilidade.

 

Referência: Luis Rojas Marcos – Médico Psiquiatra